RELEASES

Técnicas adequadas de plantio são responsáveis por até 50% da produtividade da lavoura

A produtividade está diretamente relacionada à qualidade de plantio, no entanto, muitos produtores ainda negligenciam esse importante aspecto. O alerta é do pesquisador e professor de Mecanização em Agricultura de Precisão da Fatec (Faculdade de Tecnologia de São Paulo), Edson Massao Tanaka. De acordo com o pesquisador, as boas práticas no momento do plantio podem ser responsáveis por até 50% da produtividade da safra.

“Muitos ainda acreditam que a qualidade de plantio é a distribuição de plantas, mas essa qualidade envolve todos os fatores que estão relacionados ao plantio. Como por exemplo, dosagem de semente, distribuição de semente, posicionamento dessa semente, posição do adubo, dosagem do adubo, aspectos do solo, tudo isso influencia na produtividade. Além de trabalhar na hora e na quantidade correta”, afirma Tanaka.

A semente

No entanto, o pesquisador lembra que tudo esse processo só terá resultado se a semente for de qualidade e com bom vigor. “Se você usar uma semente com qualidade duvidosa não vai adiantar. O que define a produtividade é a população de plantas”, ensina.  

Mesmo cumprindo todas as etapas recomendadas para um plantio de qualidade e utilizando as novas tecnologias disponíveis no campo, o professor Tanaka lembra que não adianta ter um bom plantio sem semente de qualidade.

“A qualidade de plantio envolve vários fatores. Muitas vezes o produtor acha que uma semente ruim vai virar planta, mas sem qualidade de semente você não tem planta. Repito, o que define produtividade é população de plantas. Nem mesmo com uma boa distribuição e máquinas modernas o produtor vai ter excito, sem uma semente de qualidade”, afirma.

Passos para o sucesso

Em pesquisa realizada recentemente com a cultura do milho, o professor Tanaka identificou que o bom plantio exerce mesma importância que a nutrição. “Nos testes que fizemos para produzir mais foi necessário investir mais em adubação e no plantio. E através dos resultados identificamos que a nutrição influenciou 33% e o plantio o mesmo percentual. Acreditamos que em outras culturas como a soja os percentuais são os mesmos”, aponta.  

Para a soja, o professor Tanaka aponta alguns fatores que precisam ser cumpridos para um plantio bem qualidade. “É preciso cortar a palhada de forma correta, mantendo a palha na linha de plantio, na dosagem correta e na distribuição melhor possível, sem esquece a humidade do solo que é muito importante”, destaca.

Plantabilidade

Dentro das práticas para um plantio de qualidade está a plantabilidade, que diz respeito à deposição de sementes. Essa distribuição deve ser feita de maneira correta pela máquina com uma disposição longitudinal onde os espaçamentos entre sementes e linhas seja o mais homogêneo possível. A má distribuição longitudinal das plantas diminui a eficiência no aproveitamento dos recursos disponíveis, como água, nutrientes e luz.

Na cultura da soja, em especial, muitos aspectos relacionados à plantabilidade são deixados de lado, e o produtor deve atentar para esses fatores visto que interferem de forma crucial na produtividade. As principais perdas podem ser devido a ocorrência de plantas duplas ou falhas na linha de semeadura.

Atualmente, já existe comercialização de sementes por plantabilidade, onde é colocada na embalagem a quantidade necessária para semear um hectare, garantindo alta germinação e vigor para os produtores, explica o agrônomo da Jotabasso Edmar Dantas.

A Jotabasso também trabalha com embalagens big bag. "Ou seja, vendemos para o agricultor uma quantidade determinada que pode ser de 5 a 5,5 milhões de sementes em big bag. No caso de uma cultivar de 250 mil plantas por hectare, com uma embalagem de 5 milhões de sementes o produtor pode semear 20 hectares. Então posso ter, dependendo do peso de mil sementes, embalagens de 600 kg, 700 kg ou 1.000 kg. Mas independentemente do tamanho, nós garantimos para o cliente que aqueles 5 milhões de sementes serão semeadas com precisão os 20 hectares", finaliza Dantas.

Fatores que afetam a plantabilidade:

- Tratamento de Sementes e utilização de grafite;

- Uniformidade da semente e escolha do disco;

- Equipamento dosador e regulagem;

- Velocidade de semeadura;

- Tubo condutor de semente;

- Biomassa de cobertura.

 

 

Informações sobre a Jotabasso:

https://www.jotabasso.com.br/

 

 

Informações para a imprensa

Texto: AgroUrbano Comunicação

Fone/Whats: (51) 99165 0244

www.agrourbano.com.br

www.facebook.com/AgrourbanoComunicacao

Instagram: @agrourbano_comunicacao

Últimos Releases

Preencha seus dados

Preencha corretamente que entraremos em contato o mais breve possível.