RELEASES

SulGesso levará informações sobre fertilidade do solo para o CDA Alfa

Tudo que o produtor precisa saber sobre fertilidade do solo e nutrição das plantas para potencializar a produtividade da lavoura será levado pela SulGesso, empresa líder no fornecimento de sulfato de cálcio no Sul do Brasil, para o Campo Demonstrativo Alfa 2019 (CDA). O evento técnico-informativo, uma realização da Cooperalfa, será realizado de 22 a 24 de janeiro na Linha Tomazelli, em Chapecó, e vai apresentar o que há de mais atual nas formas de pensar, gerenciar e executar as atividades do campo.

Nesse contexto, um dos aspectos mais relevantes da atividade agrícola diz respeito ao solo. Isso porque, segundo os especialistas, 60% da produtividade na lavoura depende da fertilidade da terra. Com os avanços trazidos pela ciência e tecnologia, produtores rurais já têm condições de cuidar e investir nesse patrimônio chamado solo.

Algumas pesquisas apontam que a maioria dos solos pelo Brasil, principalmente na região Sul, tem deficiências ou desequilíbrio de nutrientes, o que prejudica culturas como o trigo, milho e soja, levando-as a render abaixo do seu potencial produtivo. Para esclarecer e orientar sobre esse e outros assuntos relacionados ao solo, a SulGesso estará presente no CDA Alfa para demonstrar os benefícios e resultados atingidos por produtores em todo o país, após conseguir o equilíbrio químico do solo. Esse equilíbrio se dá principalmente através da utilização de fertilizantes minerais à base de cálcio e enxofre. A empresa estará dentro do estande do Projeto Fertialfa, iniciativa criada pela cooperativa para oferecer ao produtor cooperado um pacote tecnológico de soluções que incrementem sua produtividade.

O sulfato de cálcio atua nas camadas mais profundas do solo, combatendo o vilão alumínio tóxico e melhorando o ambiente radicular. Para um aumento da produtividade, os nutrientes devem estar disponíveis às plantas e, a partir da ajuda do cálcio e do enxofre, o solo fica mais permeável, permitindo que as raízes atinjam os nutrientes encontrados no solo em maior profundidade, como explica o engenheiro agrônomo e especialista em solo, Eduardo Silva e Silva.

“O sulfato de cálcio é uma das principais composições para equilibrar o solo, fornecendo cálcio e enxofre desde a raiz até a parte aérea da planta. A empresa, inclusive, tem um produto chamado SulfaCal, um fertilizante granulado, a base de sulfato de cálcio, mais solúvel que o calcário e também mais acessível, comparando o seu custo-benefício”, explica Silva e Silva, que também é diretor técnico da SulGesso.

Outro problema combatido pelo sulfato de cálcio é o alumínio tóxico. É sabido que há alumínio de forma “tóxica” para a planta em solos ácidos; a toxidez por alumínio reduz o crescimento da raiz e traz prejuízos no processo de absorção de água e nutrientes.

“No que se refere à construção de fertilidade do solo, torna-se latente a necessidade de olharmos o solo como um sistema e, sendo assim, condicioná-lo já no inverno, elevando os níveis de cálcio, de enxofre e neutralizando o alumínio tóxico, o que fornecerá à cultura subsequente (de verão) um ambiente mais favorável à manifestação do potencial produtivo do material genético. E, sem dúvida alguma, o sulfato de cálcio é uma rápida e inteligente fonte, principalmente se estiver na forma granulada", acrescenta o agrônomo.

Últimos Releases

Preencha seus dados

Preencha corretamente que entraremos em contato o mais breve possível.