RELEASES

Cooperalfa e SulGesso demonstram benefícios do sulfato de cálcio em Dia de Campo no Paraná

Para demonstrar na prática os benefícios dos insumos aplicados à lavoura, a Cooperalfa realizou, esta semana, um Dia de Campo em Bituruna, Paraná. O evento, que reuniu centenas de produtores, teve entre seus destaques demonstrações sobre a nutrição do solo voltada às culturas da soja, milho e feijão.  

A SulGesso, referência no mercado de fertilizantes minerais e que mantém parceria há mais de quatro anos com a Cooperalfa, foi convidada para apresentar suas soluções e informações sobre a importância do solo para a sustentabilidade da lavoura e a nutrição das plantas para atingir maior produtividade em diferentes culturas.  

Os produtores viram, na prática, os benefícios do sulfato de cálcio granulado para a fertilização do solo, resultando em plantas robustas e mais resistentes.  “Apresentamos o SulfaCal, produto à base de sulfato de cálcio, que resulta em melhoramento do perfil de solo e enraizamento da planta, o que permite que ela se alimente melhor, alcançando níveis mais profundos do solo em busca de nutrientes”, destaca Marivaldo Francisco Cardoso, representante comercial da SulGesso. 

Muitos produtores paranaenses que passaram pelo espaço da SulGesso já haviam utilizado o sulfato de cálcio, também conhecido como gesso agrícola, e comprovaram os benefícios. “Os produtores já conhecem os resultados positivos, e isso estimula cada vez mais a investir no solo. Durante o Dia de Campo ouvimos relatos de produtores que passaram por 15 dias de seca e a planta não sofreu”, acrescenta Marivaldo. 

As demonstrações sobre como conseguir o equilíbrio químico do solo, especialmente através da utilização de fertilizantes minerais à base de cálcio e enxofre, estavam voltadas principalmente às culturas da soja e milho. Por desempenharem um papel significativo na economia e impulsionarem as safras recordes no Brasil, essas culturas exigem atenção e cuidados cada vez maiores dos produtores. Juntos, milho e soja representam quase 90% do total de grãos produzidos no país. 

Para o cultivo do feijão, os resultados podem ser comparados à cultura da soja, por serem leguminosas da mesma família. “Os benefícios são bem parecidos, a diferença está nos ciclos e na quantidade que cada uma absorve e exporta de cálcio e enxofre por hectare”, explica Eduardo Silva e Silva, engenheiro agrônomo e especialista em solo. Nas leguminosas, é essencial a presença do enxofre, que ajuda a planta a se nutrir de nitrogênio. 

A SulGesso participa de mais um Dia de Campo da Cooperalfa no Paraná, no município de Paula Freitas, neste sábado, dia 2 de fevereiro.

Últimos Releases

Preencha seus dados

Preencha corretamente que entraremos em contato o mais breve possível.